Curso de gestão de crises (lisboa)

Pos-graduação

Em Gandra

Preço para verificar

Descrição

  • Tipologia

    Pos-graduação

  • Local

    Gandra

  • Início

    Datas a escolher

Descrição

A intervenção humanitária em situações de catástrofe exige uma profissionalização urgente norteada por formação específica, de forma a colmatar a eventual falta de conhecimentos dos profissionais envolvidos. Em Portugal esta não constitui ainda uma área concreta de atividade profissional, o que se reflete em recursos humanos pouco experientes e provisórios, realidade que requer alteração, através da criação de obras de referência associadas à possibilidade de formação específica na área
SOUSA, Sílvia João Machado - Intervenção humanitária em situações de catástrofe. Lisboa: ISCTE, 2007. www:<

A resposta de qualquer organização numa situação de crise ou catástrofe é uma das tarefas difíceis. Requer conhecimentos específicos e uma capacidade de organizar adequada à situação de desastre em si, proporcionada num ambiente hostil e na maior parte das vezes sem recursos adequados. Na sua maioria os problemas e as dificuldades encontradas nesta resposta a uma Crise são devidos a uma insuficiente preparação, treino e organização de todo o profissional envolvido aliado, por vezes, a um desconhecimento dos protocolos e procedimentos das suas organizações e dos outros agentes envolvidos.
Assim, uma preparação apropriada e treino em todos os aspectos da Medicina de Catástrofe são essenciais para todo o pessoal-chave e todos os atores envolvidos na resposta multidisciplinar a uma situação de Crise. Este curso de Gestão de Crise nasce desta necessidade de formação e envolve autoridades académicas em associação com profissionais qualificados.

Instalações

Localização

Início

Gandra (Porto)
Ver mapa

Início

Datas a escolherInscrições abertas

A ter em conta

Objetivos Intermédios Induzir capacidades nos formandos para que sejam capaz de organizar, planificar e executar uma correta abordagem e gestão de uma situação de crise e catástrofes. Objetivos Específicos: 1. Team Building Desenvolver competências, conhecimentos e capacidades de liderança nos diferentes níveis da liderança organizacional (Individual, Grupal e Estratégico) e trabalhar a Resiliência individual e da organização. Os pontos trabalhados são: controle dos impulsos, otimismo, análise do ambiente, empatia, autoeficácia, solidariedade, gestão do Tempo, espírito de coesão e de equipa, adesão à cultura corporativa, desenvolvimento de competências comunicacionais, processo de decisão, dinâmica de grupo e das organizações, modelo de liderança centrado na ação, negociação e gestão de conflitos, motivação e desenvolvimento de equipas. 2. Desenvolvimento Pessoal“…A intervenção humanitária em situações de catástrofe exige uma profissionalização urgente norteada por formação específica, de forma a colmatar a eventual falta de conhecimentos dos profissionais envolvidos. Em Portugal esta não constitui ainda uma área concreta de atividade profissional, o que se reflete em recursos humanos pouco experientes e provisórios, realidade que requer alteração, através da criação de obras de referência associadas à possibilidade de formação específica na área…”O curso desenvolve-se em aulas teóricas, mas essencialmente em situações práticas. Utiliza-se fundamentalmente o método ativo “learning by doing” com recurso à técnica de resolução de cenários práticos e casos clínicos, implementação de um acampamento e projeção de estruturas eventuais no terreno.. Os formandos serão divididos em grupos e evoluirão por tarefas inerentes às situações simuladas recriadas no terreno

Médicos, Enfermeiros, Técnicos gestores de recursos, Bombeiros, Membros da Protecção Civil, Forças de Segurança Pública, e em geral Profissionais ou voluntários envolvidos no suporte logístico a situações de catástrofe.Ordem de Inscrição.3080 Horas5Para obter a credenciação do curso, a assiduidade no curso é obrigatória e cada formando deverá obter 75% de aptidão no diagnóstico de competências teórico e 100% no diagnóstico de competências prático, com possibilidade de uma única repetição. Serão referenciados para potenciais formadores do Curso de Gestão de Crise os formandos com melhor performance teórico-prática no curso.Os Cursos decorrerão em 4 dias consecutivos.PROVISÓRIO 02 a 05 de Julho de 2013 As datas, acima mencionadas, poderão sofrer alterações por parte da Coordenação Pedagógica, sendo comunicado atempadamente.

Para obter a credenciação do curso, a assiduidade no curso é obrigatória e cada formando deverá obter 75% de aptidão no diagnóstico de competências teórico e 100% no diagnóstico de competências prático, com possibilidade de uma única repetição. Serão referenciados para potenciais formadores do Curso de Gestão de Crise os formandos com melhor performance teórico-prática no curso.Os Cursos decorrerão em 4 dias consecutivos.PROVISÓRIO 02 a 05 de Julho de 2013 As datas, acima mencionadas, poderão sofrer alterações por parte da Coordenação Pedagógica, sendo comunicado atempadamente.

Perguntas & Respostas

Levanta as tuas perguntas e outros utilizadores poder-te-ão responder

Quem queres que te responda?

Somente publicamos o teu nome e pergunta

Programa

Data de realização do curso

02 a 05 de Julho de 2013

Áreas de conhecimento
  • Enfermagem
  • Medicina
Estrutura curricular

  • Teoria Moderna da Gestão de Crises: os novos reptos.
  • As Novas Ameaças na Sociedade do Século XXI.
  • Teoria Organizativa da preparação e alerta perante Emergências.
  • Gestão do CAOS.
  • Organização de Comando de Incidente (ICS).
  • Enfrentando a Crise: procedimentos gerais de atuação.
  • Abordagem em situações de catástrofes e Abordagem Forense.
  • Equipas de Gestão de Crise.
  • Projeção de meios no terreno.
  • Abordagem sistematizada da vítima de Trauma.
  • Sectorização e comandos de zona.
  • Triagem multivítimas.
  • Atuação perante riscos Nucleares, Radiológicos, Biológicos e Químicos.
  • Gestão de acampamento.
  • Cartografia.
  • Sobrevivência.

Documentação necessária de candidatura

Curriculum Vitae em modelo Europass (Consulte os documentos de suporte);
Fotocópia do Certificado de Habilitações;
Preenchimento do boletim de candidatura (Consulte os documentos de suporte);
Fotocópia do Bilhete de Identidade, Cartão de Contribuinte ou do Cartão de Cidadão;
Cheque ou comprovativo de transferência para o NIB 0033.0000.00048634338.29, no valor da candidatura.

Observações

OBTENÇÃO DE DIPLOMA DE CURSO
Para obtenção do diploma é obrigatória a presença a todo o curso, não são permitidas faltas.
Diploma Certificado pelo IPSN.

Informação e contactos

CESPU - Formação
Rua Central de Gandra, 1317
4585-116 Gandra - Paredes
Tel. 224 157 174/06

Informação adicional

O curso desenvolve-se em aulas teóricas, mas essencialmente em situações práticas. Utiliza-se fundamentalmente o método ativo “learning by doing” com recurso à técnica de resolução de cenários práticos e casos clínicos, implementação de um acampamento e projeção de estruturas eventuais no terreno. Os formandos serão divididos em grupos e evoluirão por tarefas inerentes às situações simuladas recriadas no terreno.Médicos, Enfermeiros, Técnicos gestores de recursos, Bombeiros, Membros da Protecção Civil, Forças de Segurança Pública, e em geral Profissionais ou voluntários envolvidos no suporte logístico a situações de catástrofe.Ordem de Inscrição.3080 Horas5Para obter a credenciação do curso, a assiduidade no curso é obrigatória e cada formando deverá obter 75% de aptidão no diagnóstico de competências teórico e 100% no diagnóstico de competências prático, com possibilidade de uma única repetição. Serão referenciados para potenciais formadores do Curso de Gestão de Crise os formandos com melhor performance teórico-prática no curso.Os Cursos decorrerão em 4 dias consecutivos.PROVISÓRIO 02 a 05 de Julho de 2013 As datas, acima mencionadas, poderão sofrer alterações por parte da Coordenação Pedagógica, sendo comunicado atempadamente.

Curso de gestão de crises (lisboa)

Preço para verificar